H1N1 cresce 20% em uma semana

Os casos de H1N1 cresceram 20,25% em uma semana em Pernambuco. Até o dia 21 de maio haviam sido confirmados 79 quadros da doença entre as formas de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e as formas de síndrome gripal. Já no dia 28 do mesmo mês, o volume saltou para 95 registros.

Comparando com boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (SES) em 14 de maio, o aumento é ainda maior: 26,6%. Há 15 dias eram 75 pacientes de H1N1. Os números demonstram uma escalada da doença desde abril, que já acumula 13 mortos. Mesmo após a campanha de vacinação do SUS e uma grande busca pela imunização na rede privada, a enfermidade não deu trégua.

“O objetivo da vacinação não é baixar a incidência do H1N1, é evitar casos graves na população de risco”, explicou o diretor de Controle de Doenças e Agravos da Secretaria Estadual de Saúde (SES), George Dimech. Ele esclareceu que a vacinação do SUS contra a doença visa grupos específicos - como pacientes crônicos, idosos, gestantes e crianças menores de 2 anos - e que ficam mais vulneráveis quando expostos aos vírus da Influenza A. 

O balanço da imunização do Ministério da Saúde (MS) aponta que foram imunizados mais de 91% do grupo prioritário em Pernambuco, o que ultrapassa a marca recomendada pelo MS. “A vacina passou um trator no grupo de risco. Mas todo o resto da população, cerca de 70%, continua exposta. O alerta maior é para elas”, disse.

Dimech comentou que depois da campanha, a segunda estratégia para controle do H1N1 é a etiqueta respiratória. Ela conduz comportamento pessoas para boas práticas que evitam a transmissão do vírus. “Você só pega gripe se tiver contato com o doente. Nesse caso, cabe salientar à pessoa que está gripada evitar sair de casa. Se estou com febre ou resfriado melhor não sair”, recomendou. 

Outra regra da etiqueta respiratória sugere evitar contato demasiado com corrimãos e maçanetas de uso comum. A higienização recorrente das mãos é necessária como prevenção também, seja com água e sabão ou álcool em gel. O gestor destacou ainda que outro eixo de enfrentamento ao H1N1 é o fortalecimento dos serviços de saúde para o início do Tamiflu em até 48h do aparecimento dos sintomas da gripe A no grupo de risco.

Tanto é assim que apenas na última semana foram 67 casos a mais de SRAG e 11 de SRAG por H1N1. Os óbitos foram verificados até agora em Recife (cinco casos), Jaboatão (dois), Olinda, Caruaru, Palmares, Petrolândia, João Alfredo e São Lourenço da Mata (um cada). Na Capital são 46 casos de H1N1, sendo 29 leves e 17 graves.

Folha PE
Nome

Artigo Semanal,2,Brasil,2807,Ceará,150,Cedro,1517,Entretenimento,426,Esportes,275,Mundo,691,Pernambuco,2139,Política,46,Sertão,729,Vc no Portal,43,
ltr
item
Portal Cedro : H1N1 cresce 20% em uma semana
H1N1 cresce 20% em uma semana
http://www.folhape.com.br/imagens/cot0406.jpg
Portal Cedro
http://www.portalcedro.com.br/2016/06/h1n1-cresce-20-em-uma-semana.html
http://www.portalcedro.com.br/
http://www.portalcedro.com.br/
http://www.portalcedro.com.br/2016/06/h1n1-cresce-20-em-uma-semana.html
true
1241677778874062309
UTF-8
Carregado todas as mensagens Não encontrou nenhuma mensagem Ver todos Leia mais Repetir Cancelar resposta Delete Por Capa Páginas Postes Ver todos Recomendado Rótulo Arquivo Pesquisa Todos os Posts Não foram encontrados resultados com a sua mensagem Voltar para casa Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Siga ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copie todos os códigos Selecione todos os códigos Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar