Planalto monitora greve e cortará ponto de quem parar

O Palácio do Planalto está preocupado e monitora as mobilizações das diferentes categorias para a greve geral convocada por várias centrais sindicais para a próxima sexta-feira, 28. O governo estuda, inclusive, cortar o ponto dos grevistas. Ainda não há uma ideia do número de pessoas que irá às ruas nesta sexta-feira, 28, nem do tamanho das manifestações que poderão ser realizadas no Primeiro de Maio, na segunda, 1º.

Mas o governo teme que, a depender do tamanho dos protestos, haja um adiamento no calendário de discussão das reformas no Congresso. O Planalto quer evitar que a mobilização nas ruas incentive pessoas a virem para Brasília protestar contra as reformas trabalhista e da Previdência. Nesta terça, a comissão especial da Câmara aprovou por 27 votos a 10 o texto-base da mudança na CLT.

O Planalto estuda punir os grevistas do serviço público que faltarem ao trabalho na sexta. O Ministério do Planejamento está preparando uma determinação para que todos os ministérios cortem o ponto dos funcionários que faltarem ao trabalho no dia da greve geral.

Paralelamente, o Planalto ainda está tentando conversar com centrais sindicais para que elas não convoquem seus associados a aderir à paralisação. A ideia é tentar convencê-los de que a greve só servirá para reforçar o discurso do PT.

Para esta quarta-feira, uma nova reunião foi convocada com secretários-executivos e representantes de todos os ministérios. O encontro deve avaliar o tamanho da mobilização e os focos de paralisação dentro do poder público.

Um grupo de monitoramento será criado e relatórios serão preparados para serem apresentados ao presidente Michel Temer. A Secretaria de Segurança Pública do DF também montou um centro de acompanhamento. Já há decisão de governo para que a Esplanada dos Ministérios seja fechada na sexta-feira para evitar qualquer tipo de depredação aos prédios públicos.

As redes sociais estão sendo monitoradas, mas as adesões anunciadas podem não refletir a realidade nos dias de protesto. Somente as horas que antecedem os movimentos poderão dar uma dimensão da mobilização nas ruas.

O Planalto quer esperar as mobilizações para decidir se mantém a votação da reforma da Previdência na segunda semana de maio. 
 
O Estado de S.Paulo – Tânia Monteiro e Carla Araújo

Comente

Nome

Artigo Semanal,2,Brasil,2835,Ceará,150,Cedro,1603,Entretenimento,426,Esportes,275,Mundo,691,Pernambuco,2172,Política,46,Sertão,724,Vc no Portal,43,
ltr
item
Portal Cedro : Planalto monitora greve e cortará ponto de quem parar
Planalto monitora greve e cortará ponto de quem parar
http://img.estadao.com.br/fotos3/750x423/comissao_reforma-dida_sampaio.jpg
Portal Cedro
http://www.portalcedro.com.br/2017/04/planalto-monitora-greve-e-cortara-ponto.html
http://www.portalcedro.com.br/
http://www.portalcedro.com.br/
http://www.portalcedro.com.br/2017/04/planalto-monitora-greve-e-cortara-ponto.html
true
1241677778874062309
UTF-8
Carregado todas as mensagens Não encontrou nenhuma mensagem Ver todos Leia mais Repetir Cancelar resposta Delete Por Capa Páginas Postes Ver todos Recomendado Rótulo Arquivo Pesquisa Todos os Posts Não foram encontrados resultados com a sua mensagem Voltar para casa Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Siga ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copie todos os códigos Selecione todos os códigos Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar